Pensou Ortopedia, pensou InCOT

Horário de funcionamento : Seg - Sex das 8:00 | 19:30 - Sáb das 9:00 | 16:30

O Pé Diabético

Doença relacionada ao metabolismo da glicose, a Diabetes Mellitus acomete cerca de 9% da população mundial. O diagnóstico e tratamento precoce são fundamentais para evitar complicações.

É a 4ª causa de morte nos países desenvolvidos, a causa mais comum de internação hospitalar de diabéticos e a causa mais frequente de amputação de membros inferiores, excetuando traumatismos e acidentes. ESTIMA-SE QUE A cada 20 segundos ocorre uma amputação no mundo devido a complicações da diabetes e o Brasil é o 4º país em número de diabéticos, com 300 mil internações/ano, 57 mil amputações e 61 mil óbitos.
50% dos pré-diabéticos (pessoas com taxa glicêmica entre 100 e 125 mg/dl) apresentam sintomas relacionadas à neuropatia periférica nos pés. Os sinais são sensação de queimação e choque, redução da sensibilidade, pele seca com rachaduras, sudorese aumentada e unhas quebradiças e distróficas.

Pé Diabético InCOT

Alteração da sensibilidade, pele menos elástica e resistente e áreas de aumento de pressão devido à retração dos dedos e tendão de Aquiles , favorecem o surgimento de úlceras de difícil cicatrização, aumentando o risco de entrada de microorganismos que poderão ocasionar infecções profundas, como abscessos e até osteomielite.

Esta complicação é conhecida como “Pé Diabético”. O tratamento é multidisciplinar e é imprescindível que os diabéticos e pré-diabéticos fiquem atentos à saúde dos seus pés.

Examine diariamente a região plantar e entre os dedos, mantenha o controle dos níveis glicêmicos , e de acordo com a orientação médica, pratique atividade física, respeite a dieta e a cada consulta exija que o médico examine os seus pés. Reconhecer precocemente a neuropatia é a melhor forma de evitar o surgimento das úlceras e consequentemente o risco de amputações e sequelas futuras.

Marcelo André Ostrowski – CREMESC 7931 RQE 3868 TEOT 8114
Membro Titular da SBOT e ABTPé
Ortopedista do Grupo de Pé e Tornozelo da Grande Florianópolis,
Hospital Regional de São José Homero de Miranda Gomes e INCOT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *